Alagoas vai exportar modelo inovador de educação no trânsito
05/10/2017 - 15h24 em Alagoas

A plataforma, que pretende revolucionar o modelo de educação no trânsito brasileiro, tem a chancela da Associação Nacional dos Detrans (AND).

 

O projeto “Nós Somos o Trânsito”, desenvolvido em Alagoas, foi apresentado nesta quarta-feira, durante o II Encontro Nacional de Educadores do Sistema Nacional de Trânsito, realizado no Ministério das Cidades, em Brasília-DF.

A plataforma, que pretende revolucionar o modelo de educação no trânsito brasileiro, tem a chancela da Associação Nacional dos Detrans (AND) e foi aprovada em julho, por unanimidade, pelos diretores dos 27 Detrans do país. “Temos um modelo revolucionário para apresentar a população brasileira. Vamos criar um universo onde todos serão envolvidos, com a possibilidade de interação. Não se educa sem que o outro seja ouvido e o Nós Somos o Trânsito vai mostrar todos os passos para que as gerações conheçam os direitos e deveres e, assim, possam respeitar, de maneira, automática, as leis de trânsito”, explica Antonio Carlos Gouveia, presidente da AND. 

Todos conectados

Nós Somos o Trânsito será exibido e distribuído por meio de uma plataforma online, que utilizará todas as redes sociais para se conectar e discutir casescom a população. “A ideia é educar as pessoas. Teremos conteúdo para todas as faixas-etárias. As crianças, por exemplo, que serão condutores no futuro, são usuários hoje e precisam aprender, desde cedo, que existem leis e que elas devem ser cumpridas. No caso das crianças, por exemplo, vão aprender desde cedo, mas também terão o papel de agente fiscalizador junto a seus pais. Os adultos serão atingidos de várias formas, porque todos os condutores de veículos, motocicletas e bicicletas também são pedestres. Por meio das plataformas online vamos exibir depoimentos de vítimas e familiares que tiveram pessoas atingidas no trânsito. Os atores de todas as propostas serão pessoas que, de alguma maneira, têm algo a falar sobre acontecimentos que marcam suas vidas”, diz Gustavo Mata, da empresa Coletivo29, idealizadora do projeto.

Produção de conteúdo
Nós Somos o Trânsito já finalizou toda a parte de pesquisa e a produção do conteúdo começará em dezembro. A exibição será em temporadas. A primeira terá 12 episódios e abordará o universo das motocicletas, que dominam os registros de sinistros em todos os estados do país. "O projeto usará uma linguagem simples e didática, proporcionando que as pessoas possam compreender o trânsito não mais como um fato isolado, mas como parte integrante deste sistema, onde cada um poderá enxergar as próprias falhas, vícios, atos e atitudes, que colocaram o Brasil como um dos campeões mundiais em acidentes e vítimas do trânsito", explica Gustavo Mata.

*Redação Alagoas Alerta com AL1

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!